Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de novembro de 2018

MATRIMÔNIO, AMOR E CARIDADE: CONSELHOS AOS NAMORADOS

clip_image001

Padre Curzio Nitoglia
Tradução: Gederson Falcometa

·         Depois de ter visto o que é a verdadeira Caridade sobrenatural e tê-la distinta antes de tudo do amor natural (que é bom mas imperfeito) e sobretudo do erotismo freudiano, que hoje invadiu todas as coisas, que é puro egoísmo, amor próprio, e é a morte do verdadeiro amor natural e sobrenatural, buscaremos agora aplicar as noções de verdadeiro amor natural, que deve ser aperfeiçoado por aquele sobrenatural, ao Matrimônio e de dar conselhos aos jovens namorados, afim de que possam se preparar convenientemente e vivê-lo estavelmente.

 

·         O Matrimônio é uma união estável, que dura por toda a vida, entre um homem e uma mulher, em vista de formar uma família, de ter e de dar filhos sobretudo a Deus no Paraíso e de ajudarem-se reciprocamente, no corpo e no espírito. Afim de que o marido seja fiel a mulher e vice-versa, “na boa e na má sorte”, todos os dias “até que a morte lhes separe”, é necessária uma boa preparação para o Matrimônio. Por exemplo, como para se tornar sacerdote se entra no Seminário, se cumprem os estudos e se respeita a disciplina durante pelo menos 5 anos, para ver se é realmente chamado a vida sacerdotal, ou para ser militar se entra na Academia do exército, assim deve ser também o namoro em vista do Matrimônio. Se de fato, não se vive bem o namoro, muito provavelmente se viverá mal o Matrimônio. Como quando se faz mal o Seminário ou a Academia, e não nos retiramos antes, se terá quase seguramente uma vida sacerdotal ou militar em risco.

Postagens mais visitadas

D. DAVIDE PAGLIARANI: A HERMENÊUTICA DA HERMENÊUTICA - SEGUNDA PARTE: CONSEQUÊNCIAS ÚLTIMAS DA HERMENÊUTICA DA CONTINUIDADE

Don Davide Pagliarani Revista Tradizione Cattolica FSSPX Itália Março de 2010 Tradução: Gederson Falcometa A hermenêutica da continuidade en...